Corrida aos postos de saúde gera falta de vacina contra H1N1 na região

A correria causada pelo início da campanha de vacinação contra o vírus Influenza, causador da gripe H1N1, deixou ao menos quatro cidades do Vale do Paraíba sem doses da vacina. Esses municípios aguardam a chegada de novos lotes para dar continuidade à imunização.
A campanha teve início na rede pública no último sábado (30). A expetativa é imunizar 561,2 mil pessoas até 20 de maio – o número corresponde à 80% da meta na região. Só no último sábado, foram vacinadas 90 mil pessoas no Vale, segundo dados da Secretaria Estadual de Saúde.
A campanha foi dividida em duas etapas. A primeira começou no sábado e quer vacinar pessoas com 60 anos ou mais, crianças entre 6 meses e menores de 5 anos, indígenas, gestantes, mães que deram à luz recentemente e os profissionais de saúde que trabalham nos hospitais e unidades de pronto atendimento público e privado nas unidades básicas de saúde.
A segunda etapa, que começa a partir de dia 9 de maio, vai vacinar pacientes com doenças crônicas e os outros profissionais de saúde.
A Secretaria de Estado da Saúde afirmou em nota que assim que recebeu as doses da vacina em abril informou ao Ministério da Saúde que a quantia não seria suficiente para todo o Estado. A pasta alega que recebeu do Governo Federal 78% das 12,7 milhões de doses da vacina necessárias para a imunização do público-alvo da campanha.
“A pasta foi informada pelo Ministério da Saúde que duas novas remessas, totalizando o quantitativo necessário, devem ser entregues ao estado até o dia 13 de maio”, afirma o documento.
O Ministério da Saúde afirma que liberou 12,7 milhões de doses da vacina para São Paulo, mais do que as 11,9 milhões de pessoas do público-alvo estadual.
Confira abaixo como está a vacinação nas cidades da região:
São José dos Campos: Ao menos 13 das 40 UBSs do município não tinham mais doses da vacina nesta segunda-feira, sendo Vila Tesouro, Limoeiro, Centro I, Centro II, Detroit, Morumbi, Oriente, Jardim da Granja, Putim, Santa Inês, Majestic, Santa Hermínia e Jardim Primavera. A imunização será retomada nesta terça (3) com a chegada de mais um lote da vacina.
Segundo a prefeitura, foram aplicadas 51.353 doses da vacina contra Influenza (H1N1) no sábado (30), dia D da vacinação. O número corresponde a 38,56% do público-alvo, que é de 132.376 pessoas.
Taubaté: Não houve falta de vacinas. Até a manhã desta segunda-feira, 9.661 pessoas haviam sido imunizadas. O número corresponde a 16% do público-alvo de 60.958 pessoas.
Jacareí: Não houve falta de vacina na rede municipal de saúde. Foram vacinados 3.783 idosos; 2.231 crianças menores de 5 anos, 400 trabalhadores da Saúde, 268 gestantes e 39 puérperas, totalizando 6.721 pessoas.
Pindamonhangaba: A vacinação segue normalmente. No sábado, 11 mil pessoas foram imunizadas, quase 50% do público-alvo de 24 mil pessoas.
Lorena: As doses da vacina acabaram no domingo (1º), mas a prefeitura afirma que um novo lote de 3.400 doses deve chegar à cidade nesta terça-feira (3). Só no final de semana, foram imunizadas cerca de seis mil doses.
São Sebastião: As 7.500 doses de vacina H1N1 que foram enviadas pelo Ministério da Saúde acabaram. Segundo a prefeitura, em algumas UBSs as doses acabaram de manhã.
A cidade recebeu 50% das doses destinadas à cidade. Um novo lote estará disponível a partir desta terça-feira (3).
Caraguatatuba: De acordo com a secretaria de Saúde, não houve falta de vacina. A campanha está ocorrendo normalmente.
Caçapava: O abastecimento está normal, com acompanhamento dos estoques nos postos de vacinação. Até o momento não faltam vacinas. Vacinamos cerca de 5 mil no sábado. Não há expectativa para vacinação diária, uma vez que houve corrida no primeiro dia. Só saberemos amanhã para quanto abaixou a vacinação diária.Melhor horário para vacinação é na parte da manhã.
Cruzeiro: Foram seis mil pessoas imunizadas no primeiro final de semana. Houve necessidade de solicitar um novo lote da vacina – não chegou a faltar estoque. A expectativa da prefeitura é que cheguem três mil novas doses até a terça-feira.
Bragança Paulista: Faltaram vacinas em pelo menos 8 Unidades Básicas de Saúde (UBS).
De acordo com a Divisão de Vigilância Epidemiológica (DIVE) foram aplicadas aproximadamente cerca de 13 mil doses de vacina neste sábado. Este número é apenas uma prévia, visto que o sistema que a equipe utiliza para contabilizar o número de doses está sobrecarregado. O município recebeu 14 mil doses e há previsão de recebimento de mais doses na data de hoje. Não há uma previsão diária de vacina, nem um horário específico, depende da demanda de cada unidade de saúde.

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin